Minha redação do ENEM

agosto 28, 2006

Tendo como tema O PODER DA TRANSFORMAÇÃO DA LEITURA, escrevi o seguinte texto dissertativo.

 

Ler para crescer

Ler, por que? Porque somos dependentes de informação, pois sem informações seríamos apenas animais dotados de consciência.

A leitura nos faz vislumbrar um novo mundo, um lugar onde as palavras usadas na construção das frases dão lugar a atos que constituem nosso futuro, pois sua falta ou uso incorreto, geralmente, direcionam nossas vidas para algo que na literatura poderia ser comparado a um livro mal-impresso ou aqueles usados para manter o nível da mesas velhas.

No ato de ler ajudamos a construir o nosso caráter, pois como algum leitor de Vinicius de Moraes poderia não entender as diversas formas de amar? Ou um leitor de Luther King ainda ter pensamentos racistas? Com certeza a minoria, pois estamos tratando de mentes capazes ou não de entender o conteúdo de uma obra.

Então ao abrir a primeira página de um novo livro, estaremos adentrando não só à uma nova historia contada pelo autor, mas para a construção da nossa identidade.

Anúncios

Padrões livres X Proprietários

agosto 27, 2006

Quando lembramos do termo oposição, imaginamos nossa querida esquerda politica, responsável por levantar os problemas da situação (ou pelo menos deveria ser assim!). Mas quando voltamos isso pra a informática, pulamos para um grau diferente.

No mundo da informática pregamos a liberdade, seja ela de qualquer forma, seja software, hardware, abandoware (brincadeira…). O que eu quero dizer é que não estamos contra ninguém, mas a favor de nossa liberdade. Graças ao movimento GNU, hoje temos a possibilidade de acessar a internet digitar e ler nossos documentos sem precisar pagar um centavo para empresa nenhuma.

Então o linux é uma alternativa ao software pago, mas qual o problema agora? Vários, pois os iniciantes são expostos a vários problemas dos  quais nem estão interessados em encontrar, qual usuário que pega o SL (Software livre, nesse caso linux) e vai ficar se atentando a ideologias? Eles querem é resultados, querem suas musicas rodando e afins.

Agora chegamos ao assunto das patentes, pois mesmo com um sistema livre ainda estamos preso à “concorrência”, porque? PADRÃO, ou você acharia normal receber um arquivo .ogg e lhe falarem que é musica. Seguimos padrões para falar e ser ouvido (Idioma), como comer, se comportar e afins (etiqueta) e dentre outros. Isso também acontece no mundo informatizado, pois  temos que criar arquivos em comuns para distribuir, mas precisava esse padrão ser pago? pagamos pra falar? Então?

O que podemos fazer? Mudar nossa cultura, converter nossos arquivos para padrões livres. Sei que não é tão simples, mas toda revolução tem seu preço, ou nos libertamos de vez das correntes digitais, ou teremos que sempre usar software pirata ou pagar fortuna pra ser legal, nem posso dizer que seria legal fazer isso.

Fica a idéia, seguir? a escolha é sua…


SAIBA COMO ANULAR UMA ELEIÇÃO (DEMOCRATICAMENTE)!!!

agosto 26, 2006

Pessoal acho interessante ou melhor necessário, sabermos diferenciar o voto branco, do voto nulo. Tendo em vista que há muitos, que ainda não sabe como votar nulo. Estou publicando este material e gostaria que todos olhasse com bastante atenção. E que após a leitura e uma analise bem profunda diante de tudo que vem acontecendo a algum tempo com a nossa politica, comecemos a votar nulo pois é uma das formas importante de demostrarmos a nossa indignação.

VOTOS BRANCOS x VOTOS NULOS    

“O voto em BRANCO, ao contrário do que parece, não significa que o eleitor não escolheu nenhum candidato, mas sim que ele abdica de seu voto. Não é um ato de contestação e sim um ato de CONFORMISMO! Os votos em BRANCO significam “TANTO FAZ” e são acrescentados ao candidato de maior votação no último turno. Ou seja, se existem dois candidatos X e Y, X termina com 52% dos votos, Y recebe 35% dos votos, 10% são votos em branco e 3% são nulos, isso significa que 3% dos eleitores não querem nem X nem Y no poder, mas 10% dos eleitores estão satisfeitos tanto com X como com Y, o que vencer está bom. Neste exemplo, X tem uma aceitação de 62% do eleitorado. O problema é que existe muita pressão para a escolha de um candidato e pouca explicação do que escolher significa. Já o voto NULO é um protesto válido. Ele quer dizer que o eleitor não está satisfeito com a proposta de nenhum candidato e se recusa a votar em outro. Esse tipo de voto é importante e é o que efetivamente faz a democracia, pois a existência dele permite que o eleitor manifeste a sua insatisfação. O voto NULO, ao contrário do que parece, é um voto válido. Só que ninguém fala dele, nem mesmo nas instruções para votação. Explicam como votar em um candidato ou como votar em branco, mas ninguém explica como anular um voto. Pois bem, para anular um voto é preciso digitar um número inexistente no número do candidato. Se um eleitor experimenta votar em branco, o terminal eletrônico avisa “Você está votando em branco” e então o eleitor pode confirmar, ou corrigir. Mas se o eleitor coloca um número inexistente num terminal, ele acusa “Número incorreto, corrija seu voto”. Assim, os votos NULOS são desencorajados.Por que os votos nulos são desencorajados?Por que ninguém fala deles?E por que eu falo deles?Porque, se na eleição entre X e Y, X terminasse as eleições com 42% dos votos e Y com 30%, 7% de brancos e 21% nulos as eleições teriam que ser repetidas e nem X e nem Y poderiamparticipar das eleições naquele ano.Resumindo, o voto NULO, do qual ninguém fala e que o terminal acusa como “incorreto”, é o único voto que pode anular uma eleição inteira e remover do cenário todos os candidatos daquela eleição de uma só vez. Se nenhum dos candidatos conseguir maioria (mais de 50%) no último turno, as eleições têm que ser canceladas! Os candidatos são trocados e novas eleições têm que ocorrer. Então, contribuindo para a campanha do voto consciente, se alguém estiver votando em X ou em Y, mas preferia não votar em nenhum dos dois, pode optar pelo voto “incorreto”, o voto NULO. Quem sabe um dia X e Y saem do cenário e os eleitores podem votar em ZNão seja obrigado a votar em quem você não quer no poder!! “.


III Festival de Software Livre

agosto 22, 2006

Como não podia deixar de ser, estarei divulgando o grande festival de software livre da Bahia, no qual teremos além de conhecimento técnico, o que muito aqui procuram, mas conhecimento da filosofia do software livre, no qual é abordado as diferenças do Software livre e grátis, abordado também sua utilização para inclusão digital da população excluída.

Banner Web Festival SL

Como podem ver, teremos um grande festival, lembrando que a entrada é livre, sem custos, mas os mini-cursos terão valores de R$25,00. Sendo que seria interessante se inscrever no primeiro dia, pois além de faltar vagas o certificado pode não ficar pronto em tempo hábil.